A Parábola do Semeador

“Enquanto lançava a semente, parte dela caiu à beira do caminho, elas foram pisadas e aves do céu a comeram; parte dela caiu em terreno pedregoso, onde não havia muita terra; e logo brotou, porque a terra não era profunda. Mas, quando saiu o sol, as plantas se queimaram e secaram porque não tinham raiz. Outra parte caiu entre espinhos, que cresceram e sufocaram as plantas, de forma que ela não deu fruto; outra ainda caiu em terra boa, germinou, cresceu e deu boa colheita a trinta, sessenta e até cem por um”. (Marcos 4:1-20).

Continuar lendo
A Parábola do Semeador

Enquanto lançava a semente, parte dela caiu à beira do caminho, elas foram pisadas e aves do céu a comeram; parte dela caiu em terreno pedregoso, onde não havia muita terra; e logo brotou, porque a terra não era profunda. Mas, quando saiu o sol, as plantas se queimaram e secaram porque não tinham raiz. Outra parte caiu entre espinhos, que cresceram e sufocaram as plantas, de forma que ela não deu fruto; outra ainda caiu em terra boa, germinou, cresceu e deu boa colheita a trinta, sessenta e até cem por um”. (Marcos 4:1-20).

Continuar lendo
O Pecado Que Não Tem Perdão

Jesus atendia as pessoas, ensinava a Palavra de Deus, curava os enfermos e libertava os oprimidos de satanás, de maneira que havia uma grande obra sendo realizada.
Inobstante esse extraordinário trabalhado sendo feito, Jesus não foi compreendido pela sua própria família e enfrentou uma forte oposição dos escribas que o acusaram de estar endemoninhado, fazendo a obra pelo poder de satanás.
O texto bíblico nos informa como Jesus enfrentou essa oposição explicita contra ele e também como lidou com a questão voltada a sua própria família.

Continuar lendo
Voltar ao Topo